Hoje acordei sem ideia alguma sobre o que postar a respeito do "Dia do Amigo". Passei a manhã inteira tentando ter algum lapso de inspiração, mas já tinha me contentado com a ideia de indicar o seriado de TV "Friends", que tem como foco principal a amizade de seis amigos que vivem em Nova York.

Quando estava organizando a coleção de livros dos meus pais, me ocorreu uma lembrança...é, acho que posso chamar dessa maneira. Vejam, meus pais sempre incentivaram a leitura, fazendo com que eu e minha irmã acabassemos por gostar de ler. Dessa forma, acho que posso dizer que fui uma criança meio "nerd", do tipo que preferia ficar em casa lendo a ter que sair para brincar na rua.

Ao me lembrar desses fatos, comecei a pensar em exemplos de amizade que encontrei nos livros que li. Sherlock e Watson. Harry e Rony. Cathy e Heathcliff. Bastian e Atreyu. Tom Sawyer e Huck Finn. Muitos outros exemplos me vieram em mente, mas nenhum chamou tanto a minha atenção quanto as amizades em "O Senhor dos Anéis", de J.R.R. Tolkien.

Tolkien valoriza muito a amizade e a lealdade em suas obras, e em "O Senhor dos Anéis" não poderia ser diferente. Apesar de toda a atmosfera sombria, carregada e,de certa forma, violenta que a obra apresenta,a amizade aparece de uma forma especial, linda, mágica.

Temos os exemplos de Merry e Eowin, Legolas e Gimli, Gandalf e Bilbo...mas o que mais me encanta é o exemplo de Frodo e Sam. E eu não estou me referindo à maneira como Hollywood retratou a relação entre os dois hobbits.

Na obra de Tolkien, Samwise Gamgi é o exemplo da mais pura amizade; é ele que permanece ao lado de Frodo durante sua jornada à terra de Mordor, encorajando o mesmo nas horas mais sombrias com palavras de incentivo e promessas de um futuro melhor. Me recordo de uma passagem do livro em que Sam diz a Frodo que não pode carregar o fardo, o Anel, mas pode carregá-lo. E é exatamente isso o que ele faz, ele torna o peso do Anel maligno algo mais fácil de ser suportado pelo senhor Bolseiro. Existe alguma prova de amizade maior do que essa? Ajudar uma pessoa a carregar o seu fardo? Ou ainda, carregar o fardo por ela?

Não são todas as pessoas que tem o privilégio de ter um Sam em sua vida, e por elas eu só lamento. Sou grata todos os dias por ter não apenas um, mas pelo menos dois Sams em minha vida! Pessoas que estariam dispostas até a matar por mim; pessoas pelas quais não penso duas vezes antes de colocar a minha mão no fogo. Sou feliz pelos amigos que a vida me deu.

Com esse post, desejo a todos um feliz Dia do Amigo.

Texto originalmente postado em um blog já falecido, mas que resolvi importar para este espaço. -M.