O post de hoje é sobre "Água para elefantes" - tanto o livro da canadense Sara Gruen, quanto o filme dirigido por Francis Lawrence. Como acontece com toda adaptação para o cinema, algumas alterações no decorrer dos fatos pode ser percebida no roteiro e com "Água para elefantes" não poderia ser diferente.

De maneira geral, a história principal é a mesma em ambos os casos. A narrativa tem início com Jacob Jankowski, um senhor de 90 e poucos anos, que resolve contar a história de como se envolveu com o mundo do circo. A partir de então, leitor e espectador são transportados para os Estados Unidos dos anos 1930.

Jacob Jankowski era um estudante de veterinária prestes a conseguir o seu diploma quando recebe a notícia de que seus pais foram mortos em um acidente de carro. Como se não bastasse a morte dos pais, Jacob tem que encarar a realidade de que a hipoteca da casa da família está vencida e que, em questão de dias, se transformará em um homem sem teto e sem dinheiro. Em um momento de desespero, o rapaz resolve fugir de sua vida, correndo pela estrada até se jogar dentro de um trem em movimento.

Sem perceber, naquele momento Jacob estaria mudando os rumos de sua vida para sempre. O trem em que havia pulado não era um trem qualquer, mas o trem do circo dos Irmãos Benzini, "o maior espetáculo da Terra". A princípio, Jacob se encontra ameaçado naquele ambiente um tanto hostil. Mas as coisas mudam,quando conhece August, que ao saber de sua quase-formação em veterinária, lhe oferece um emprego como veterinário do circo. Jacob conhece também Marlena, estrela principal do espetáculo e esposa de August, e se apaixona por ela instantaneamente. 

Ele e Marlena tem em comum o amor pelos animais e essa união se torna ainda mais forte com a chegada de Rosie, uma elefanta teimosa e desobediente. Aos poucos, Jacob começa a perceber que, ao contrário do que parece aos olhos das grandes plateias, o circo dos Irmãos Benzini está longe de ser "o maior espetáculo da Terra". Ali artistas e trabalhadores não se misturam, os salários não são pagos de forma justa e August era um homem com constantes alterações de humor.

As mudanças percebidas na adaptação do livro para o cinema são bastante sutis, provavelmente para se encaixarem melhor nas quase duas horas de filme. A primeira alteração que percebi foi a ausência de Tio Al, que no livro é o dono do circo dos Irmãos Benzini; no filme, August - antes apenas responsável pelos animais - se transforma no dono do circo. As origens de Marlena também mudam na adaptação, assim como não fica muito clara qual é a situação mental e psicológica de August - no livro é tudo bem explicadinho.

A forma como a narrativa é contruída também muda. No livro, Jacob vive em uma casa de repouso e as lembranças de seus anos dourados surgem como flashbacks. Já no filme, não fica claro onde Jacob vive, apenas se sabe que ele chegou tarde para assistir ao espetáculo de circo da cidade e, por isso, começa a conversar com o dono do circo, a quem conta as suas histórias - em nenhum momento interrompidas, como acontece em "Titanic", por exemplo. Além dessas mudanças mais perceptíveis, tem aquelas praticamente não notadas, como o fato de Jacob ser ruivo, e Robert Pattinson não, e Marlena ser morena, bem ao contrário da legalmente loira Reese Witherspoon.

Já a escolha do elenco, se me permitem dizer, foi triste. Sim, triste. Não há nada que defina melhor a completa falta de química entre Pattinson e Witherspoon. E até Christoph Waltz - que dá vida a August e que, sem sombra de dúvidas, é o melhor ator do elenco -, não está lá grandes coisas, como se fosse um eco de seu personagem em "Bastardos Inglórios". Ah, vale lembrar que Rosie é praticamente largada em segundo plano no filme - que, diga-se de passagem, se chama "Água para eleantes". A fotografia é um dos pontos positivos e merece grande destaque, porque é realmente muito bonita. Muito mesmo. Principalmente nas cenas dos espetáculos.

Para resumir, direi apenas que recomendo a leitura do livro "Água para Elefantes", pois é bastante envolvente, apesar de não ter a melhor história do mundo. Quanto ao filme, se você leu o livro, assista apenas por curiosidade e sem muitas expectativas. Se você só assistiu ao filme, não leia o livro, porque irá se decepcionar ou com um, ou com o outro. Eu, particularmente, fico com o livro.


8 Comentários

  1. ta ai um filme q eu nao gostei viu, nao gostei de nada.
    e nem quero ler o livro, sei lá, peguei um abuso hasuahusshu
    mas a psotagem está muitoo legal e muito bem escrita, adorei

    ResponderExcluir
  2. Eu li o livro primeiro, e muito tempo depois é que soube que seria feito um filme e fui assistir.
    Não gostei dos atores e nem da adaptação feita. O filme é muito sem graça, mas o livro é muito bom!

    Bjokas
    Flavia - Livros e Chocolate

    ResponderExcluir
  3. Não vi o filme nem li o livro. Mas agora senti vontade de ler o livro.
    Adorei o post!
    Xoxos, Wonka

    ResponderExcluir
  4. Oi Michas!

    Prefiro ler o livro, viu... são vários os casos em que as adaptações são ruins né... peninha!


    Beijão!

    izabellaniquito.blogsppot.com

    ResponderExcluir
  5. Muito obrigada pelo selinho, Michelle, amei demais. Sinceramente gosto desse filme, mas prefiro mil vezes o livro, bem melhor. O elenco, na minha opinião tá bonzinho, o Rob Pat não é um baiiita ator, mas o Christoph Waltz, sim (amei de paixão Bastardos Inglórios, sou fã do Tarantino). Mas um coisa eu amei no filme: o figurino, bem anos 30. Beijos <3

    ResponderExcluir
  6. Oi Michas,

    já ouvi falar muito bem do livro e do filme e vendo esse post lindo fiquei curiosa e desejosa de assistir o filme.

    Bejim.

    ResponderExcluir
  7. Li e assisti, rs!
    O filme achei bem falho e não conseguiu me encantar, mas o livro eu adorei e daria 10 em vez de 8,5 haha. Gostei muuuuuito mesmo Michas! Adorei o post e concordo com o elenco "fraco" [pela falta de sintonia entre os protagonistas e de semelhança] e meio nd a ver, rs.
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  8. Não li o livro, então achei bem legal o filme,
    é lindo!

    beijos
    blogagendafashion.blogspot.com.br

    ResponderExcluir