"Apaixonada por palavras", de Paula Pimenta, é uma coletânea que reúne 55 crônicas escritas pela autora entre dezembro de 2000 e junho de 2009. 
Até o ano passado, eu não fazia ideia de quem era Paula Pimenta e só li, até agora, o primeiro livro da sua popular série Fazendo Meu Filme. A leitura, uma das primeiras do ano (na verdade, comecei na última semana de dezembro), é bastante agradável e, apesar da minha demora em terminar, posso afirmar que gostei. É que eu enrolo mesmo para ler coletâneas e afins. Sei lá, a leitura não me prende, aí, vou lendo aos pouquinhos...

Ao contrário dos demais livros da autora, "Apaixonada por palavras" não tem como foco apenas o público infanto-juvenil, mas sim pessoas de todas as idades. Na contra-capa, podemos ler alguns depoimentos de leitores entre 14 e 62 anos! No que diz respeito à leitura, o que mais gostei foi de ter conhecido um pouco sobre a Paula Pimenta durante as diferentes fases de sua vida, assim como o que ela pensa sobre determinados temas como relacionamentos, amizade, amor, faculdade, sonhos...

Quando cheguei ao fim, concluí que Paula Pimenta é uma mulher doce, com seus 32 anos, mas com alma de uma eterna adolescente. E não falo isso como uma crítica negativa, ok?

O livro é muito bonito visualmente falando. Logo que vi a capa, fiquei curiosa para saber do que se tratava. As balinhas coloridas são muito amor; o título de cada crônica é escrito em vermelho, com a fonte da capa, assim como os trechos mais importantes - de acordo com a autora. O mais fofo é que, ao fim de cada crônica, tem um coraçãozinho vermelho ao lado do ponto final <3

Agora, vou colocar aqui alguns trechos das crônicas que mais me marcaram durante a leitura, ok? 

A angústia da espera
"Lembro-me muito bem de uma vez, nem há tanto tempo assim, quando eu finalmente consegui ficar com aquele menino que para mim era o mais lindo, simpático e inteligente entre todos os outros do mundo, e eu pensava que dali pra frente todos os meus problemas tinham se acabado. Quanta inocência..."

Mortos-vivos
"É fácil perdoar depois que se passa muito tempo. (...) Os fantasmas voltam, ilesos, mas é quase certo que com eles voltem também os motivos que os fizeram morrer".

Platônica Crônica
"Mas por que algumas pessoas se satisfazem em amar de longe? O que leva uma pessoa a escrever poemas, cartas, músicas e nunca mostrar para quem o inspirou?"


Para o amor entrar
"Seja causando felicidade ou tristeza, amor é coisa que influi pra valer no humor, na vida e até no peso de qualquer pessoa".


Velhice
"O que tem que ser mudado é essa ilusão de que quem é jovem é superior. Será que que sou melhor do que a minha mãe apenas porque a minha pele é mais lisa do que a dela? Pois eu digo que a minha avó é superior a nós duas juntas".

Apesar do clima meio "lugar comum" que o livro traz, a leitura é gostosa, leve e fácil. Ótima para matar o tempo, sem muita pretensão, sabe? O segredo está em não ter muitas expectativas.


6 Comentários

  1. Oi Michas, eu nao li nenhum livro da Paula Pimenta ate hoje, mas gostei desse ai, fiquei com muita vontade de ler!

    E gostei desse novo layout, uma gracinha a imagem, foi voce quem desenhou?

    beijos

    ResponderExcluir
  2. Eu já tinha visto alguns comentários sobre esse livro, mas não me lembro aonde... eu fiquei curiosa de ler só de já ter visto a capa fofa, hehehe!

    É uma leitura bem diferente da qual estou acostumada, pois raramente leio crônicas...as de Nárnia contam? :D

    Beijão!

    Piece of My Heart

    ResponderExcluir
  3. eu sou mega curiosa pra ler esse livro
    ele me chama bastante atenção, sem contar que eu nunca li nada da paula pimenta ;w;

    ResponderExcluir
  4. Ei Michas!
    Nunca li nenhum livro da Paula Pimenta, não. Uma vez, ela esteve na minha escola pra falar com as menininhas mais novas, só que eu não pude sequer assistir à palestra, graças às aulas importantíssimas do terceiro ano, blá!
    Tenho uma certa preguiça desse tipo de leitura. Não consigo muito ir pra autores "novos" do Brasil sem um pé atrás.
    Amo demais a Martha Medeiros e as crônicas dela. Vou ver se dou uma chance à Paula agora.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Oi Michas,

    ganhei 3 livros nesse Natal, só não li ainda porque fico agarrada no laptop nas minhas horas vagas, pretendo organizar meu tempo e dar uma chance a eles. Achei interessante os trechos que citou do livro, me deu vontade de lê-lo.

    Bejim e ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  6. E a Paula Pimenta é um amor, de uma delicadeza ímpar. Li apenas trechinhos dessa obra, entre um intervalo e outro lá na livraria, mas me encantei pela sabedoria simples da moça. Vejo as meninas hoje crescendo com a leitura dela e isso tudo enriquece bastante.
    Abraços.

    ResponderExcluir