Imagine a seguinte situação: você vive em 1996, não sabe o que é internet banda larga e depende do CD-ROM da AOL para mandar mensagens instantâneas para seus amigos. Agora, imagine que, ainda neste contexto distante, você ganhe de presente um computador com o melhor sistema operacional da época - o Windows 95 - e que, no instante em que você faz o login na sua conta AOL, uma página estranha aparece na tela: Facebook. 

Esse é o início de "O futuro de nós dois", de Jay Asher e Carolyn Mackler, que traz a história de Emma e Josh, dois adolescentes, vizinhos e amigos desde a infância. Logo no começo do livro, ficamos sabendo que Emma e Josh não estão se falando, pois um acontecimento recente acabou por enfraquecer a amizade deles. Porém, as coisas acabam mudando, quando o pai de Emma decide presenteá-la com um computador. Enquanto isso, Josh ganha um CD-ROM da AOL, mas não tem a permissão dos pais para se conectar à internet - nos anos 1990 as coisas eram diferentes. Dessa forma, Josh resolve dar o CD para Emma, que fará melhor uso dele.

Até aí, tudo bem. Mas as coisas se complicam quando Emma faz o login na conta AOL pela primeira vez e acontece exatamente a situação descrita no início desse texto. Ao acessar o site "estranho" chamado Facebook, Emma descobre como será a sua vida quinze anos mais tarde...e não gosta nada do que vê. Assustada e confusa, ela decide mostrar a sua "descoberta" para Josh que, por sua vez, fica feliz com o seu possível futuro, mas, ainda assim, acha que tudo não passa de uma brincadeira. Ele muda de ideia quando percebe que tanto suas ações, quanto as ações de Emma, no presente começam a alterar as informações no Facebook. Às vezes para melhor, às vezes para pior.

Quando li a respeito de "O futuro de nós dois", fiquei bastante curiosa, pois, mesmo sabendo que era um livro YA, achei a proposta bem diferente, criativa e original. E é. Mas, sinceramente, não gostei tanto do livro. Alguma coisa no meio do caminho não funcionou. Gostei do tema e adorei as referências à cultura pop dos anos 1990; mas ainda assim, achei o desenvolvimento da história - que se prendeu ao romance - bem previsível.Sem falar que a protagonista é uma das personagens mais chatas que eu já tive o desprazer de conhecer. Emma é simplesmente chata, boba e egocêntrica. Quem discorda, que me desculpe, mas culpo Emma pela minha demora em terminar essa leitura. Acho que o que mais me incomodou, no fim das contas, foi não notar uma evolução verdadeira na personagem. Todo mundo amadurece de alguma forma ao longo do livro, mas a Emma não. AAAARGH, não gostei dela. Fim.

Sobre a narrativa em si, li a versão em inglês e não encontrei muita dificuldade no vocabulário. Acredito que quem está com inglês intermediário e avançado não encontre problemas. Os capítulos são divididos e alternados entre os pontos de vista de Josh e Emma, que são os narradores.

E agora, a pergunta que não quer calar: recomendo a leitura? Depende. Se você estiver interessado em um livro sobre romance adolescente situado nos anos 1990, ok, pode ler. Mas não espere nada além disso. "O futuro de nós dois" é uma leitura leve, sem pretensões. Me diverti em alguns momentos, mas não mudou a minha vida.

Mas, como nem tudo foi frustração e tristeza, a leitura de "O futuro de nós dois" me inspirou a criar uma nova mixtape! Dessa vez, escolhi apenas músicas lançadas na primeira metade dos anos 1990 e incluí alguns artistas citados no livro. Espero que gostem e quem quiser, pode me seguir lá no 8tracks :)


6 Comentários

  1. Estou querendo ler esse livro, a proposta parece ser diferente, especialmente por se passar há alguns anos atrás, o que eu acho bem interessante. Mas vou ler em portugues mesmo kk
    Beijos
    http://contoscomfalhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A proposta é bem diferente mesmo...mas eu, particularmente, esperava mais. Não que o livro seja ruim, mas não era o que eu estava procurando.

      Espero que você goste da leitura :)

      Beijos

      Excluir
  2. Que blog lindo! E eu adorei o nome francês que me lembrou Piaf!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Eliana!

      Obrigada pelo carinho e fico feliz em saber que gostou do blog :)

      Beijos

      Excluir
  3. Oi, Michelle

    Também esperava mais do livro, acho que poderia ter sido melhor aproveitado essa ideia do futuro, através do facebook. Acho que os autores tinham uma história original, nas mãos, e não souberam aproveitar. Que pena!

    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, você tem razão.

      A ideia era muito boa, mas foi mal aproveitada. No fim, virou apenas mais uma história de amor adolescente entre melhores amigos. Previsível em todos os aspectos...

      Beijos

      Excluir