Antes de começar o post de hoje, quero agradecer à todos os que já responderam ao questionário para me ajudar a melhorar o blog! Já dei uma olhadinha em algumas sugestões e gostei bastante, gente! Já tenho até algumas ideias :) Caso você que está lendo esse texto não tenha ideia do que eu estou falando, clique aqui e descubra \o/

Pois bem, vamos aos filmes do mês. Em setembro não assisti a muitos filmes, na verdade, assisti apenas três que, curiosamente, estão em cartaz. Ou seja, filmes recentes.  No geral, foram bons filmes, mas nada que vá entrar para a minha lista de filmes preferidos da vida. Ainda assim, vale à pena conferir, por isso, vamos lá!


Os Estagiários (The Internship, 2013)
Direção: Shawn Levy | Gênero: Comédia | Avaliação: 4/5 

Esse filme é estrelado pelos penetras bons de bico - filme que, pasmem, ainda não assisti! - Owen Wilson e Vince Vaughn, na pele de dois quarentões que trabalham no ramo de venda de relógios. Em um belo dia, aparentemente normal, os dois são demitidos e se encontram na difícil situação de ter que encontrar um novo lugar no mercado de trabalho. Além disso, suas habilidades não estão muito atualizadas. Já quando sentem que atingiram o fundo do poço, surge a oportunidade de competir por um estágio no Google. O plot não tem muitas complicações e é super tranquilo de acompanhar. Apesar de trazer situações divertidas, não gargalhei tanto. Mas isso não quer dizer que o filme seja fraco ou dispensável. Acho que vale à pena pelas referências à cultura pop/nerd e também por mostrar - ainda que de forma um tanto exagerada - como funciona uma das maiores empresas do mundo.





Jobs (Jobs, 2013)
Direção: Joshua Michael Stern | Gênero: Biografia/drama | Avaliação:4/5
Desde que anunciaram que o Ashton Kuther viveria Steve Jobs no cinema fiquei curiosa para ver o resultado. Não sou uma pessoa aficionada pela Apple e/ou seus produtos (nada contra, mas é que nunca liguei muito para tecnologia, além do básico mesmo), mas ao longo dos anos de faculdade aprendi a admirar o homem que Steve Jobs foi. Tanto por ser um inovador em seu campo, mas também por ser um grande empreendedor. O filme acompanha os principais momentos da vida de Jobs, desde o tempo em que abandonou a escola e resolveu montar uma pequena empresa na garagem da casa de seus pais, até se tornar um dos empresários mais importantes do século XX. A narrativa começa em 2001 e depois volta para os anos 1970 e assim segue até, aproximadamente, 1996, quando Jobs retomou o controle da Apple.

É interessante mencionar que o filme não apresenta apenas o lado criativo e inovador de Steve Jobs, mas também seu lado mais humano, mais obscuro, que lutava o tempo todo com conflitos pessoais (o fato de ser adotado, por exemplo) e uma personalidade forte e difícil de lidar. As interpretações são muito boas e Ashton Kutcher cumpriu muito bem o seu papel, não só por parecer fisicamente com Jobs, mas por conseguir "copiar" até os seus trejeitos, ao falar e andar.



Elysium (Elysium, 2013)
Direção:Neill Blomkamp | Gênero: Ação/ficção-científica | Avaliação: 3,5/5

Quando entrei na sala de cinema não fazia ideia do que esperar de Elysium. Pouco sabia a respeito do filme além do fato de trazer em seu elenco Matt Damon e Wagner Moura. Foi na fila para retirar o ingresso que descobri que o filme apresentava um futuro nada promissor para a humanidade.

Em 2054, a humanidade está dividida em duas classes sociais: os ricos e poderosos  - que vivem em uma base espacial chamada Elysium - e os pobres, residentes de um planeta Terra arruinado e marcado pela superpopulação. É nessa condição miserável que vive Max (Matt Damon), que após sofrer um terrível acidente radioativo no trabalho, se encontra em condição de desespero para salvar a sua vida. E a única forma de fazer isso é indo até Elysium, porém, não é assim tão fácil entrar na base espacial, pois a secretária Rhodes (Jodie Foster)  - uma oficial do governo muito poderosa - fará de tudo para garantir que a paz de Elysium jamais seja perturbada pela chegada de imigrantes da Terra. Sabendo disso, Max procura a ajuda de Spider (Wagner Moura, sensacional no papel) -  um homem que tem meios ilegais de fazer com que pessoas cheguem à Elysium - e acaba aceitando fazer parte de uma missão que poderá salvar não apenas a sua vida, mas a de todos os que vivem na Terra.

O filme é mais um sobre a guerra de classes sociais e o final é bastante previsível, mas nem por isso deixou de ser um bom filme. Os efeitos especiais são ótimos, assim como as interpretações dos atores. A única que me decepcionou um pouco foi a Alice Braga, que está longe de ter feito um trabalho ruim, mas fiquei com a sensação de que sua personagem foi meio "mais do mesmo", sabe? Ainda assim, ela está bem no papel. Em linhas gerais, recomendo Elysium para todos aqueles que curtem filmes futuristas, com algumas explosões e um roteiro interessante - ainda que previsível.



Gostaram do post de hoje? Já assistiram ou pensam em assistir a algum desses filmes?

Alguém aí tem alguma sugestão?

Me contem nos comentários :)

Beijos,

Michas


4 Comentários

  1. Já vi Elysium e gostei muito também Ainda não Os estagiários e Jobs mas tenho muita curiosidade,,
    Beijinhos

    diariodachris.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Chris

      Achei Elysium bem interessante :)

      Recomendo muito os outros dois filmes. "Os Estagiários" para dar umas risadas e "Jobs" para conhecer um pouco mais sobre o Steve Jobs :)

      Beijos

      Excluir
  2. Só não vi o do Steve Jobs e, sinceramente, não me interessa muito:P Vi os outros 2 no cinema e lembro-me que os Estagiários foi divertido e deu para relaxar. O Elysium vi no IMAX e também gostei:) Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Os Estagiários" foi uma surpresa meio inesperada :)
      Gostei bastante!

      Elysium no IMAX deve ser ótimo :)

      Beijos

      Excluir