Não assisti a muitos filmes durante o mês de novembro, mas posso afirmar que todos os que assisti me agradaram. Por coincidência, todos os que vou falar hoje foram assistidos no cinema e são, de certa forma, sequências. Vamos lá?

Thor: O Mundo Sombrio (Thor: The Dark World, 2013)
Direção: Alan Taylor | Gênero: Ação/aventura/fantasia | Avaliação: 4/5

 Não sou aqueeeela pessoa que entende tudo sobre super-heróis, mas, no geral, gosto dos filmes que são feitos a respeito deles...ou da maioria deles. No caso dos heróis da Marvel, o meu preferido é o Thor, por motivos de Chris Hemsworth que desconheço. Acho que toda aquela coisa de ser um deus vindo de outro planeta me agrada. No entanto, serei sincera  e concordarei com a maioria: o primeiro filme é bem fraquinho. Felizmente, o mesmo não pode ser dito a respeito de O Mundo Sombrio. No novo filme, conhecemos os elfos negros, uma espécie alienígena inimiga dos asgardianos e que todos acreditavam estar extinta. Porém, todo mundo se enganou, pois os elfos negros estavam apenas "adormecidos" e agora voltaram, liderados pelo líder Malekith (vivido pelo Christopher Eccleston aka Nineth Doctor <3), buscando vingança contra Asgard.
Também ficamos sabendo que os vilões estão à procura de uma arma fatal chamada Éter (que não tem absolutamente  nada a ver com aquilo que a gente via na tabela periódica, ok?) e que se conseguirem atingir o seu objetivo, poderão causar a destruição dos Nove Reinos - a Terra inclusa. Obviamente, Thor (Chris Hemsworth) irá fazer de tudo para impedir que isso aconteça, mesmo que isso signifique contrariar Odin (Anthony Hopkins) e pedir ajuda para...Loki (Tom Hiddleton). 
No geral, achei que foi um bom filme. O enredo foi interessante, bem desenvolvido e coerente com a realidade do filme. No entanto, achei que o "núcleo" da Terra foi bem sem graça; Darcy tava forçada demais tentando ser engraçada, e a Natalie Portman foi super mal aproveitada na pele da mocinha em perigo. Quer dizer, tinha toda uma história de alinhamento dos planetas e fim do mundo e...cadê Jane astrofísica? Tem que ver isso aí. E, mesmo Thor sendo o protagonista, quem rouba a cena e mostra desenvolvimento de personagem é o Loki. Sério, só pelo Loki o ingresso já valeu a pena. Recomendo para quem gosta de super-heróis, filmes de super-heróis e de Os Vingadores.


Jogos Vorazes: Em Chamas (The Hunger Games: Catching Fire, 2013)
Direção: Francis Lawrence | Gênero: Ação/distopia/ficção-científica | Avaliação: 5/5

Ok, o que falar do filme que tá todo mundo falando sem soar completamente redundante? Não dá, por isso me perdoem por repetir as palavras de todos. Em Chamas - sequência de Jogos Vorazes - vai acompanhar Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) após a saída da arena, agora com todos os "benefícios" de uma vitoriosa e tendo que lidar com as consequências de sua "jogada final", que salvou não só a sua vida, mas também a de Peeta Mellark (Josh Hutcherson) e resultou no início de uma rebelião em alguns distritos. Mesmo seguindo à risca cada uma das ordens do Presidente Snow (Donald Sutherland), Katniss percebe que as suas ações na arena já influenciaram muito a população de Panem que se recusa a se manter submissa. 
Determinado a manter o seu poder, o Presidente Snow aproveitará a ocasião dos setenta e cinco anos dos Jogos Vorazes que trará uma edição especial chamada de Massacre Quartenário. Dessa vez, os tributos serão escolhidos a partir dos campeões das edições anteriores. Como a única representante feminina do Distrito 12, Katniss irá voltar para a arena
.
A adaptação está extremamente fiel ao livro e, em partes, chega a ser melhor. Jennifer Lawerence e o resto do elenco dispensam comentários, já que todo mundo fez tudo direitinho. Destaque para Jena Malone como Johanna Mason, que está incrível. Recomendado para todos os fãs dos livros e do primeiro filme.



Doctor Who: The Day of The Doctor (2013)
Direção: Nick Hurran | Gênero: Aventura/ficção-científica | Avaliação: 5/5

Esse aqui vai ser difícil comentar. Primeiro porque, mesmo sendo um filme, tá mais para um episódio especial. Segundo, porque é difícil falar sobre The Day of The Doctor para qualquer pessoa que não saiba o que é Doctor Who. Mas, vamos tentar. Allons-y!
The Day of The Doctor marca a comemoração dos 50 anos de Doctor Who - série de TV britânica que bateu o recorde por ser a série de ficção-científica há mais tempo no ar, com episódios novos ainda sendo produzidos. Para esse filme/episódio especial, a BBC não poupou os gastos e produziu tudo com a melhor qualidade possível, incluindo transmissão simultânea pelas televisões e salas de cinema 3D em vários países. Brasil incluso, claro. (Beijo para o Cinemark que trouxe o evento para várias cidades brasileiras).
O especial retoma a história do ponto em que a sétima temporada terminou, com a aparição do War Doctor (John Hurt) e o segredo do Doctor sendo revelado (Calma, Doctor who? continua sendo uma pergunta). Pouco antes de por em ação seu plano de destruição de Gallifrey durante a Guerra do Tempo, o Doctor tem um "encontro" com o "Momento" - caracterizado (a) como Rose Tyler (Billie Piper) que lhe mostra que nem tudo precisa ser como ele está planejando e que a decisão que ele está prestes a tomar poderá lhe trazer arrependimento pelo resto da vida. Para isso, o Momento cria aberturas no tempo e no espaço e leva o War Doctor, junto com a  décima primeira encarnação do Doctor (Matt Smith) para a Inglaterra da rainha Elizabeth I, que desfrutava de um encontro romântico com o décimo Doctor (David Tennant). Clara, The Impossible Girl (Jenna Coleman) também vai.  Ao mesmo tampo, conhecemos os Zygons, que são uma espécie alienígena carnívora capaz de assumir a forma de qualquer ser vivo, que estão aparecendo na Terra em diferentes épocas.
Sim, é bem complicado tentar explicar o plot desse especial. Aliás, é bem complicado tentar explicar Doctor Who sem me atrapalhar completamente. Mas o que importa mesmo é que o especial foi incrível, feito totalmente para os fãs e sem ignorar o legado da série clássica. Foi um especial que fez jus à série e que eu vou rever muitas e muitas e muitas vezes. Recomendo para fãs de Doctor Who :)


E é isso! Esses foram os filmes que eu assisti em novembro.

Alguém aí assistiu algo muito bom e que gostaria de me recomendar?
Me conte nos comentários :)

Beijos e bom final de semana para todos!

Beijos,

Michas












Imagens retiradas do site Filmow.


8 Comentários

  1. Vou comentar com partes: jura que você achou a Darcy forçada? Eu ri muito! Mas acho que sou imparcial com ela. O bom agora é que com o fim mostrando o Colecionador (obrigada, Wikipédia), posso me empolgar de vez com Guardiões da Galáxia. KAREN GILLAN COMO VILÃ <3 <3
    Em Chamas: GENIAL. A adaptação foi bem feita demais. Apesar de eu saber que Mockingjay vai ser dividido em dois, dá pra captar a ideia de que você pode adaptar fielmente um livro de 400 páginas EM UM SÓ FILME.
    Doctor Who: Clara Oswald salva o dia de novo. APENAS ISSO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou responder por partes: Achei a Darcy bem forçada na maior parte do tempo e nem ri tanto com ela. Sim, o final é muito empolgante! Karen Gillan careca como vilã...deve ser bem diferente da Amy.

      Em Chamas: Genial. Ansiosa pelas continuações. Olha, mesmo sabendo que dá para adaptar bem um livro de 400 páginas em um filme, acho que o Mockingjay vai funcionar como dois. (E os estúdios ficarão mais ricos também).

      Doctor Who: Sem mais nada a dizer. Aguardando ansiosamente o especial de Natal. Com medo também. Lágrimas rolarão.

      Excluir
  2. Você conseguiu assistir Doctor Who no cinema? Que inveja! Nos cinemas daqui não estreio, o que acabou me deixando frustrada. Mas ainda bem que a BBC acabou passando e acabei assistindo inúmeras vezes. Para mim o mês de novembro foi a melhor época do cinema. Thor foi bom, mas Em Chamas com a fidelidade ao textor e Doctor Who que me fez chorar com o contexto de destruir todos da sua raça ( e ainda por cima reunir todos presente), me fizeram ficar apaixonada *-*

    http://Enfim Dezessete/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, sério que não teve The Day of The Doctor na sua cidade? Que chato! Mas ainda bem que a BBC passou simultaneamente e reprisou várias vezes! Foi um ótimo especial! Agora é só aguardar com ansiedade o especial de natal, despedida do Matt e a estreia do Capaldi :)

      Em Chamas foi muito bom mesmo! ótima adaptação :)
      Novembro foi um bom mês no cinema ahahhaha, na minha opinião :)

      Excluir
  3. Falou sobre o especial e Doctor Who como ele merecia! Não se atrapalhou nenhuma vez ao meu ver ;) haha' Realmente não tem como inovar ao falar de Em Chamas não é? Mas nem precisa, só de falar que ele é extremamente fiel ao livro já o suficiente.

    Amei os comentários Michas e que bom que você deu um jeitinho de falar sobre os Doctors e não deixar isso passar em branco :D

    Beijos,
    Irradiando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, não podia deixar de falar de Doctor Who, né? Que bom que consegui ser clara hehe agora é só aguardar o especial de natal, a despedida do Matt e a estreia do Peter Capaldi! Tô ansiosa :)

      Em Chamas foi sensacional. Fim. Aguardemos Mockingjay :)

      Beijos

      Excluir
  4. Michas,

    só não li o Doctor Who porque eu ainda não passei da segunda temporada, o que é uma vergonha, mas isso será corrigido futuramente.

    Comparado ao primeiro filme, Thor 2 é uma obra! A história é mais interessante que a primeira, e o Thor ta mais bonito hahaha (se é que isso é possível). Mas como eu disse, é só comparado ao primeiro, porque o filme sozinho é bom, e pra mim fica por aí. Achei a Natalie meio desnecessária . Ela não conseguiu fazer a mocinha interessante, ficou sem sal e descartável. O mesmo pode ser dito da Darcy também, que não me arrancou riso nenhum. A melhor parte desse filme foi o Loki: engraçado, interessante e ainda mais malígno depois daquela revelação no final. Ele devia ter um filme solo, but is just my humble opinion. Outra coisa boa foi a pontinha do Capitão América, aquilo ali foi muito bom! hahaha


    Não tenho nem mais o que dizer de Jogos Vorazes, você sabe. Eu acho que foi uma das melhores adaptações pra cinema que eu já vi, e fiquei muito orgulhosa com a melhora da saga.

    Adorei o post!

    Beijos,

    Mari

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari!

      Tem que se atualizar em Doctor Who! É bom demais! E o especial de 50 anos foi maravilhoso :)

      O mundo sombrio foi muito melhor que o primeiro filme, mas é como você disse: como um filme sozinho não é grandes coisas. O filme do Capitão América é beeem melhor. Loki é mara! Tinha sim que ter um filme só dele. Eu ia assistir ahahaha :)

      Nossa, sem palavras para dizer como a adaptação de Em Chamas foi boa. Mas olha, ao contrário da maioria, não achei Jogos Vorazes tão ruim. Teve seus defeitos e baixo orçamento, mas já vi adaptações bem piores. Percy Jackson, por exemplo. E ouso dizer que, de uma forma geral, os filmes de Harry Potter não foram tão bem adaptados assim...

      Beijos

      Excluir