Como já tinha dito por aqui e pelo canal, neste mês de dezembro decidi que iria ler alguma coisa natalina e o primeiro escolhido foi "O natal de Poirot", da minha querida Agatha Christie. Quem já vem me acompanhando há um certo tempo já deve ter percebido que eu gosto dos livros da autora; os considero ótimas companhias para os dias de tédio, pois sempre trazem histórias envolventes que nos prendem até a última página. Pensei que, ao escolher um livro da Agatha para ler essa semana iria ter essa sensação. E errei; mas calma, que eu já explico.

Em "O natal de Poirot" somos apresentados à família Lee e a história tem inicio em 23 de dezembro, quando, às vésperas de natal, o sr. e a sra. Albert Lee se preparam para realizar uma festa que deverá reunir toda a família em sua mansão. Até aí, tudo bem, pois é isso que se espera do natal, certo? Mas a família Lee não é o que a gente chamaria de uma família unida. Além de Lydia e Albert Lee, na mansão também vive Simeon Lee, o patriarca da família que fez sua fortuna na África do Sul. Com a exceção de Alfred, nenhum dos outros filhos de Simeon Lee tem paciência para o pai, que é um homem bastante desagradável e de gênio forte. Ah, os filhos de Simeon Lee também não se dão bem uns com os outros.

Para a festa são esperados os filhos George e David Lee com suas respectivas esposas, Harry Lee - o filho pródigo - , além de Pilar Estravados - neta de Simeon Lee, que perdeu a mãe há um ano e agora deixa a Espanha para viver com a família na Inglaterra - e Stephen Farr, filho de um antigo sócio de Simeon. Após o jantar do dia 23 de dezembro, Simeon Lee é encontrado morto de forma bastante violenta em seu escritório e ninguém parece entender como o crime ocorreu. Para solucionar esse mistério, o superintendente de polícia Sugden é convocado e sim, ele contará com a ajuda de Hercule Poirot. E sim, a ideia é que o crime foi cometido por alguém que estava na festa. 

As circunstâncias em que o crime foi cometido o tornam bastante intrigante e praticamente impossível de ser desvendado, e isso é algo que envolve o leitor por horas até que consiga desvendar o grande mistério. E é justamente na solução que a minha frustração surgiu. Durante toda a leitura, me peguei querendo ser Poirot, juntando pistas e formando teorias e nenhuma delas foi a correta. Mas isso não quer dizer que a solução tenha sido surpreendente, porque não foi. Sabe quando a gente pensa, lá pela metade do livro, em uma solução bem óbvia e que acaba descartada porque sabemos que Agatha vai apresentar uma explicação mil vezes melhor? Nesse caso, não há explicação melhor e a solução do crime é justamente a opção óbvia. Aliás, algumas pistas eram tão na cara que até achei que Agatha as tinha colocado lá para confundir...mas errei. No fim, não gostei do crime e achei a solução bem previsível e chata.

Para finalizar, apenas direi que "O natal de Poirot" é um livro "ok", nem de longe o melhor da autora e não o recomendaria para quem quer conhecer o seu trabalho. No fundo, queria dar apenas duas estrelas - fiquei com raiva, sério! -, mas como gosto muito da Agatha, resolvi dar mais uma estrelinha. Porque, apesar de ter o considerado um livro bem regular, não foi uma experiência de leitura de todo ruim.

Título original: Poirot's Christmas
Autora: Agatha Christie
Editora: L&PM Editores
Páginas: 256
ISBN: 9788525422101 

E aí, você já leu "O natal de Poirot" ? O que achou? Está lendo algo de natal? Me conte nos comentários :) Beijos e bom final de semana!

- Michas


9 Comentários

  1. Nossa Michas, vc sumiu :/ Adorei a resenha!
    Amor te indiquei pra uma tag, dá uma olhadinha? Bjão! http://sereniissima.blogspot.com.br/2013/12/tag-um-livro-que.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gabriele

      Sumi não! Toda semana tenho aparecido ou por aqui ou pelo canal...

      Obrigada pela indicação de tag! Vou responder sim :)

      Beijos

      Excluir
  2. Michas, sempre quis ler Aghata Christie. Acho a história de vida dela muito legal. Qual livro você indicaria para começar?
    Nossa, nem me toquei que daqui a pouco é Natal. Ainda não comecei a ler meus livros de Natal :OO tô atrasada!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Stela,

      Agatha Christie é amooor! Sério, você tem que ler! Adoro a forma como ela construía a cena do crime e a maneira como a investigação vai sendo conduzida :)

      Recomendo a leitura de "O Caso dos Dez Negrinhos" (também conhecido como "E não sobrou nenhum") e Convite para um Homicídio (que traz uma das detetives mais famosas da Agatha, a Miss Marple). Depois que ler, me diz o que achou, tá?

      Eu também nem tô me ligando que é natal. Sei que é dezembro e que o natal é em dezembro, mas sinto como se ainda estivéssemos na primeira semana do mês ahahaha

      Conseguiu comprar o livro do John Green e outros autores?

      Beijos

      Excluir
  3. Oi, Mi!
    Esse livro da Agatha e o do Pudim de Natal foram dois que considerei ler para o desafio literário de dezembro, com tema natalino. Acabei ficando com Um Conto de Natal e foi uma ótima escolha. Pena que esse do Poirot não entrou na sua lista de melhores da autora, né? Mesmo assim, quero ler em uma próxima oportunidade. Beijo!

    Ah... adorei as dicas de livros de natal. Não conhecia do do Capote e já anotei aqui ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Michelle

      Preciso ler A Aventura do Pudim de Natal! O nome é super engraçado ahaha.

      Olha, O Natal de Poirot não é - na minha opinião - o melhor livro da Agatha, mas tem seus momentos. Quem gosta da autora, deve ler; mas não recomendo para quem ainda não a conheceu.

      Deveria ter escolhido Um Conto de Natal, viu? Hahaha

      Ah, eu ainda não li o conto do Capote, mas está na coletânea da Bonequinha de Luxo:)

      Beijos e boas leituras para você :)

      Excluir
  4. Eu só li Assassinato no Expresso do Oriente e achei legalzinho. Mas tenho mais dois dela que vieram junto no box que pretendo ler no próximo ano.

    Eu vi muita gente comentando desse livro agora nessa época e parece que ninguém gostou muito também.

    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Evelyn, não acho que O Natal de Poirot seja o melhor trabalho da Agatha. Detesteeeei a solução final. HAHAHA

      Mas ela era uma ótima escritora e os livros dela são sempre muito envolventes, espero que você goste dos que pretende ler no ano que vem :)

      Beijos

      Excluir
  5. Michas, confesso que por ali no meio, onde você diz quem morre, parei de ler e pulei algumas linhas rsrs, mas amei a sua resenha. Que pena que você não gostou muito do livro, mas parece ser uma história interessante de qualquer forma. Bem, a verdade é que eu leria até as listas de compras da Agatha rsrs... Eu estou bem curiosa agora pra saber o que acontece nesse livro, e como eu nunca acerto quem é o culpado, talvez eu consiga acertar finalmente rsrsrs
    Beijos, feliz natal :D

    ResponderExcluir