O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa, de C.S. Lewis


O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa foi publicado em 1950 e é, na verdade, o primeiro livro de As Crônicas de Nárnia escrito por C.S. Lewis. De acordo com uma dedicatória no início do livro, ele escreveu a história para uma garota chamada Lucy Barfield, aparentemente sua afilhada.

Nesta história - que traz acontecimentos posteriores aos de O Sobrinho do Mago - conhecemos os irmãos Pedro, Susana, Edmundo e Lúcia, que deixam Londres para morar no campo por conta dos bombardeios da Segunda Guerra Mundial. Naquela época, muitas famílias enviavam as crianças para o campo com o intuito de protegê - las da guerra.


Já em seu novo destino - uma casa muito grande que pertence a um professor idoso -, as crianças enfrentam o tédio que é um dia de chuva sem poder brincar. Por isso, aproveitam para explorar os muitos cômodos da casa e ficar longe da vista de Dona Marta, a governanta que não tem a menor paciência com crianças. É durante essa exploração que elas encontram o Guarda-Roupa por meio do qual terão acesso à Nárnia.

Muitos anos se passaram desde os acontecimentos em O Sobrinho do Mago e agora Nárnia enfrenta um inverno eterno sob o comando da Feiticeira Branca, uma mulher muito má e tirana que se diz a rainha. Porém, de acordo com uma profecia antiga, quatro crianças humanas seriam os verdadeiros reis e rainhas de Nárnia, responsáveis também por destruir a Feiticeira Branca e acabar com o seu domínio, assim como o inverno. Sabendo disso, a feiticeira deu ordens para que qualquer criança humana que aparecesse em Nárnia fosse levada até ela.

Devido a alguns contratempos, Edmundo é capturado pela feiticeira e seus irmãos precisam salvá-lo para que possam voltar para casa. Ao mesmo tempo, as criaturas de Nárnia acreditam que esses quatro irmãos são os reis e rainhas da profecia, pois há muito tempo nenhuma criança humana aparecia por lá. Outro indício de que a profecia estaria para ser cumprida é o fato de que Aslam está de volta a Nárnia.

Algumas pessoas que comentaram nos posts e nos vídeos anteriores do projeto me disseram que sentem vontade de ler As Crônicas de Nárnia, mas nunca conseguem passar da primeira história. Eu entendo, e sugiro que não desista de conhecer esse universo fantástico. O meu conselho para quem está nessa situação é pular O Sobrinho do Mago e partir logo para O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa. Quem sabe para você o melhor não seria seguir a ordem de publicação ao invés da ordem cronológica? É apenas uma dica :)

De uma forma geral, em relação à primeira história, gostei bem mais de O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa, que apresenta um ritmo mais agitado, com mais aventuras e personagens um pouco mais cativantes. O Sobrinho do Mago é uma boa história - não há como negar - mas, por ser uma apresentação/explicação acaba por ser mais lento. Gostei mais de acompanhar as aventuras de Pedro, Lúcia, Susana e Edmundo.

Nenhum comentário