Estava em dúvida se estabeleceria metas literárias este ano. Primeiro, porque não sinto que esteja muito focada em minhas leituras no momento. Segundo, porque nunca consigo cumprir todas elas, rs. Porém, como desde que criei o blog faço esse tipo de post, não poderia deixar a tradição de lado. Assim, aqui estou para contar para vocês quais são as minhas metas literárias para 2016 - basicamente repetecos das metas para o ano passado - e o que vocês podem esperar por aqui e pelo canal também.

Ler mais clássicos
Todo ano me imponho esta meta e com 2016 não poderia ser diferente. No ano passado li poucos clássicos e, comparando com 2014, sinto até vergonha. Assim, quero ler pelo menos 12 clássicos este ano e, se possível realizar duas releituras: "O apanhador no campo de centeio" e "O morro dos ventos uivantes". Vou tentar começar de fato o desafio dos 100 livros essenciais da literatura mundial (clique aqui para conhecer). 

Ler mais livros brasileiros
Em 2015 li três livros nacionais e deles, dois eram clássicos. Não vou estabelecer um número e nem títulos, mas quanto mais, melhor. 

Ler mais mulheres
Dos 37 livros que li em 2015, apenas sete foram escritos por mulheres. E dois foram escritos pela mesma autora; ou seja, li apenas seis autoras no ano passado. Em 2014 consegui obter o equilíbrio e gostaria que o mesmo se repetisse este ano. Vou continuar com o Leia Mulheres (clique aqui para conhecer o projeto) e também tentar ler pelo menos um livro escrito por mulher por mês; assim, quero fechar o ano com pelo menos 12 livros escritos por mulheres.

Ler mais ficção científica
Nem vou me estender muito aqui. No ano passado me impus esta meta por sentir que estava me privando de algo muito incrível; desde então nada mudou. Em 2015 li apenas um livro de ficção científica, este ano quero ler pelo menos 5.

Ler mais livros em inglês
Em 2015 li apenas um livro em inglês. Apenas um. Não vou nem comentar o quanto isso é prejudicial para uma pessoa que terminou o curso de inglês há mais de um ano e que não está mantendo um contato diário com o idioma. Tá certo que há algum tempo os preços dos livros em inglês se tornaram um tanto absurdos, de forma que sai mais em conta comprar a versão traduzida, mas isso não é desculpa para a minha ~preguiça~ de ler no original. Tenho alguns livros em inglês que ainda não foram lidos, sem contar o fato de que tem muita coisa em domínio público que pode ser lida em e-book. 

Fazer leituras conjuntas
Em 2015 vi vários projetos do tipo pelo YouTube e achei a iniciativa muito legal. Até tentei participar da leitura de "Orlando", mas o momento foi tão ruim para mim que acabei abandonando a experiência. Este ano, vou tentar participar de algum projeto assim e, se possível, realizar algum lá no YouTube. Ainda é uma ideia em desenvolvimento, mas espero que dê certo.


Algumas considerações:


Mais uma vez, uma das minhas metas é comprar menos livros para poder priorizar aquilo que já tenho em casa. No ano passado, apesar de me descontrolar um pouco no primeiro semestre, de agosto até agora consegui reduzir muito as minhas compras. Há também o fato de que estou lendo menos, logo, não vejo sentido em comprar mais livros que terão que ficar mais tempo parados na estante. Para ajudar no controle, junto com duas amigas estabeleci um desafio: só posso comprar um livro novo quando dez já tiverem sido lidos. Ah, também quero continuar sendo criteriosa com as minhas escolhas de leitura, mantendo o foco na qualidade dos livros e não na quantidade.

O desapego é outra coisa que gostaria de praticar mais em 2016. No ano passado fiz algumas organizações na minha estante e me desfiz de alguns livros que percebi que não iria mais ler/reler, que não foram tão especiais e que não tinham me dado motivos para querer mantê-los comigo. Alguns doei para uma biblioteca e outros para minhas amigas. Me senti bem e liberei espaço na estante. Recomendo a experiência.

Por fim, gostaria de usar a minha TBR Jar de verdade, realizando um número decente de sorteios e, consequentemente, de leituras. Também gostaria de fazer mais uso do meu Kobo (para ler clássicos nacionais ou clássicos mundiais em inglês, por exemplo).

Quanto ao blog e ao canal, ainda estou definindo a ~programação~ para este ano, mas sinto que irei focar mais em conteúdo em vídeo. Não penso em fechar o blog, mas em transformá-lo em um complemento do canal. Ainda não sei como isso irá acontecer. O que posso dizer é que tenho a intenção de registrar as minhas impressões de todas as leituras, seja por meio de resenhas (escritas e/ou em vídeo) ou de diários de leitura - ideia também em desenvolvimento. 

Ainda quero listar "12 livros para 2016", mas isso é assunto para o próximo post. Então, por hoje é só! Agora fico na torcida para que eu consiga cumprir todas as metas.


6 Comentários

  1. Nem vou colocar metas assim pra mim, de gêneros literários e etc, porque provavelmente não terei tempo durante 2016. Acho que vai rolar cursinho pra mim, então já viu, né? Tenho fé que um dia cumpro a minha meta de ler todos os livros da Jane Austen. #myheartisbroken


    Clara
    clarabeatrizsantos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Clara :)
    Não gosto muito de me impor metas, mas sempre faço algumas. Essas daí achei bem abrangentes, sem nenhum livro específico. Espero conseguir cumprir pelo menos algumas, haha.
    Ah, já fiz cursinho e sei como é complicado mesmo, mas é uma fase. Logo passa e você pode voltar a ler o que quiser.
    Jane Austen <3
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Michas!

    Minhas metas também são sempre meio repetidas, mas são objetivos gerais, assim como os seus. Uma coisa que gosto muito de fazer é estipular um livro como uma "super meta" no ano, daqueles que o ano não termina sem que eu o leia, sabe? rsrs
    Resolvi ser mais ousada em 2016 e fazer a lista de 12 livros para esse ano, mas não tenho a mínima ideia se conseguirei cumprir. Acho que vale a pena tentar e encarar esse desafio. ;)
    Boa sorte com as suas metas!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Dani
    Desculpe a demora em responder :/

    Então, não sirvo mesmo para metas de livros específicos. Até tenho em mente alguns títulos que quero ler em 2016 e até anotei, mas não vou colocar como meta mesmo porque aí, acabo fugindo deles, haha. Esse ano tô me permitindo ficar mais solta com as minhas leituras, leio o que quero, quando quero e sem me pressionar muito :)
    Gostei da ideia da super meta do ano, vou ver se escolho um livro específico que não pode ser esquecido em 2016.

    Boa sorte com as suas leituras também!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá Michas!
    Vendo as suas metas eu lembrei do livro "A Mão Esquerda da Escuridão -
    Ursula K. Le Guin". Além de ser uma ficção científica escrito por uma mulher ele toca um assunto bem interessante. Já ouviu falar dele? Acho que é o tipo de livro que você pode gostar.
    Espero que consiga cumprir suas metas, sou péssimo para me organizar com esse tipo de coisa....rs

    ResponderExcluir
  6. Oi, Abner!
    "A mão esquerda da escuridão" é um livro que está despertando o meu interesse há um tempo. Quero ler sim, mas antes gostaria de me familiarizar mais com ficção científica. Mas com certeza lerei :) Obrigada pela sugestão!
    Também espero que eu consiga cumprir minhas metas. Não gosto quando elas parecem obrigações, por isso acho que essas podem ser mais fáceis de cumprir já que não são muito específicas. Vamos aguardar o resultado, haha.

    ResponderExcluir