Há três semanas, a Rafaela me indicou para responder a tag das 20 músicas, traduzida pela Karol Pinheiro, e como estou nessa vibe de voltar a escutar músicas como se não houvesse amanhã - obrigada por existir, Spotify! -, adorei a ideia e só demorei para responder porque levo esse tipo de coisa muito a sério. Assim, depois de muito pensar, refletir, pensar de novo, pedir ajuda para as amigas e recorrer ao Last.FM, cheguei à uma lista que reflete muito do meu gosto pessoal, mesclando hits de diferentes fases da trilha sonora da minha vida. Já aviso que este será um post longo, mas prometo que será divertido e cheio de links e gifs. Então, sem mais delongas, peguem seus fones de ouvido e vamos ao trabalho!
(Caso você queira escutar todas as músicas em ordem enquanto lê o post, fiz uma playlist lá no Spotify. Para escutar cada música separadamente e/ou assistir ao clipe (quando houver), basta clicar no título da música).


01. Música favorita

Living is easy with eyes closed
Misunderstanding all you see

Strawberry Fields Forever | The Beatles
Não vou nem entrar no mérito de quão absurdamente difícil é escolher uma música preferida; apenas saibam que demorei UMA HORA para chegar à essa conclusão ÓBVIA. Sim, óbvia, porque não foram poucos os momentos em que me peguei afirmando o quanto amo essa obra-prima dos Beatles e que ela poderia facilmente ser a música da minha vida. Não sei dizer exatamente o que eu sinto toda vez que a escuto, mas é um misto de tranquilidade, nostalgia e segurança. A letra, por vezes meio desconexa, se relaciona com a infância de John Lennon e a música tem uma atmosfera de escapismo e sonho. Algo meio "o mundo tá acabando, mas eu tô aqui, de boa, deitada na grama", que tem tudo a ver comigo.


02. Música que mais odeia

Eis um fato: eu não gosto de Maroon 5. Pronto, falei. Até gosto de uma música ou outra, mas de forma geral não entendo o que todo mundo vê na banda e muito menos o hype todo em cima do Adam Levine. Assim, foram poucas as vezes em que eu não mudei de rádio quando uma música da banda começou a tocar e posso afirmar com toda a certeza do mundo que em nenhuma delas a música em questão era "Payphone". Basta aquele falsete horroroso do já citado vocalista começar para eu desejar estar morta (aliás, o mesmo falsete me mata toda vez que escuto "Lost Stars"). Fãs de Maroon 5 que me desculpem, mas eu odeio esta música.

Toda vez que "Payphone" começa a tocar

03. Música que te deixa triste 

Emotion Sickness | Silverchair
Deixem eu contar uma coisa sobre a Michelle de 18 anos: ela adorava aquela banda australiana que emplacou hit na trilha de Malhação 2002 chamada Silverchair. Sou dessas que não consegue se envolver de verdade com mais de uma banda ao mesmo tempo, de forma que rolam vários flertes entre um relacionamento sério e outro. Então, quando conheci Daniel Johns e sua voz MARAVILHOSA, me entreguei de corpo, alma e coração. Foram incontáveis as horas em que fiquei em silêncio, apenas escutando e sentindo as músicas da banda, em especial as do álbum "Neon Ballroom" (1999), que, na real, é uma bad bem profunda. Na época, Daniel lutava contra depressão e anorexia nervosa e colocou tudo isso nas músicas. "Emotion Sickness" é uma angústia sem fim e sempre fico meio perturbada e bem triste quando escuto.

04. Música que te lembra alguém

The grass was greener, the light was brighter
When friends surrounded
The nights of wonder...

High Hopes | Pink Floyd
A música não me lembra alguém especificamente, mas um grupo de colegas da faculdade de jornalismo. Foi durante essa fase que o Pink Floyd se tornou a banda da minha vida e eu conversava sobre as músicas com eles. "High Hopes" foi, até 2014, a última faixa do Pink Floyd, uma música de despedida. Então, ela tem uma ~atmosfera~ meio nostálgica/reflexiva/melancólica/lúdica que tem tudo a ver com o que eu sinto e penso quando recordo aquela época, e isso me faz lembrar daquelas pessoas e de quem a gente era. E o resultado é um misto de saudade de uma época que eu não sabia que ia me marcar até que ela virou passado e eu percebi o quanto tudo aquilo foi importante. A vida tem dessas.

05. Música que te deixa feliz

With your love, nobody can drag me down <3
Drag Me Down | One Direction
Com 26 anos recém completados e deixando de viver meus early twenties, resolvi me entregar à maravilha que é gostar de uma boy band. E é tudo culpa da Anna, mas eu só tenho a agradecer porque a minha vida tá muito mais leve e divertida por causa disso. Agora que entendi o porquê de tanto amor pelo One Direction, passo horas - vejam só, horas! - escutando a discografia dos meninos (cof, cof, meninos?) e tudo lá me deixa feliz. Mas como no momento a minha preferida é "Drag Me Down" - gente, o clipe é incrível e até ganhou um BRIT Awards esses dias -, é ela que vou colocar aqui. <3 <3
Gif solo do Harry porque sim.


06. Música que te lembra um momento específico

And all the roads we have to walk are winding
And all the lights that lead us there are blinding
Wonderwall | Oasis
"Wonderwall" faz parte da minha vida há tanto tempo que já nem me lembro como foi que conheci. São muitos os momentos e lembranças marcados por ela, mas nenhum se destaca tanto quanto aquele em que a escutei ao vivo no show do Oasis aqui em São Paulo, em 2009. Já passava das 22h, a chuva - tô sendo sutil, porque o que caiu foi o mundo - tinha parado e eu estava com frio. Mas bastou escutar os primeiros acordes da introdução para esquecer do mundo exterior e deixar que a música falasse comigo. Como toda boa música que vira hit, "Wonderwall" ganhou várias versões por diferentes artistas, como aquela da trilha sonora de The O.C., a que a Sandy fez na turnê do "Manuscrito" e - atrasada para o rolê que sou, só descobri agora - aquela do One Direction, com os meninos cantando na praia. São boas versões, mas para mim, a preferida sempre será a original. SDDS, OASIS.


07. Música que você sabe a letra inteira

Part of Your World (Tema de "A Pequena Sereia") | Carly Rae Jepsen
Juro que comecei a cantar várias músicas para encontrar uma resposta, mas é claro que seria uma música da Disney. E é claro que tinha que ser o tema da Ariel, o único que sei cantar em português (as duas versões!) e em inglês sem gaguejar ou errar algum trecho.  Acho que já assistia "A Pequena Sereia" antes de aprender a falar direito, de forma que "Part of Your World" sempre esteve presente em minha formação. A música, mais do que falar sobre os anseios de uma sereiazinha por conhecer um mundo diferente, trata daquela sensação de se sentir meio peixe fora d'água - ba dum tss - e da vontade de querer pertencer a algo. A versão original do filme é linda, mas acabei de conhecer a versão da Carly Rae Jepsen, que gostei e resolvi colocar aqui. Não tem aquele jeitão pop enjoadinho de outras versões feitas para músicas do filme.


08. Música que te faz dançar

Smooth Criminal | Michael Jackson
Sinceramente, qualquer música mais agitadinha do eterno e inigualável Rei do Pop me deixa com muita vontade não só de dançar, mas de dançar como Michael. E é claro que todas as tentativas são ridículas e frustradas, mas eu tento e juro que faço o meu melhor. Das muitas músicas que poderia escolher, optei por "Smooth Criminal" porque foi a primeira que veio em mente e ela não é uma escolha ruim. Apesar da letra discorrer sobre um crime e a necessidade de MJ saber se Annie is ok, a música tem um ritmo contagiante que me faz querer me mexer e até me atrever a fazer um 45-degree lean.


O segredo está nos sapatos </3

09. Música que te ajuda a dormir


Não tenho um critério muito específico para escolher as músicas que escuto antes de dormir. Normalmente, opto por trilhas sonoras orquestradas dos meus filmes preferidos, mas uma boa música acústica acompanhada de uma voz suave também me ajuda a relaxar antes de me entregar ao mundo dos sonhos. E "Yellow Brick Road", de Angus & Julia Stone, é ótima para isso. A letra, apesar de fazer referência à estrada de tijolos amarelos de Oz, não trata de infância ou sonhos, mas sim de vício em drogas. É uma música triste e melancólica, mas linda e muito sincera.  E o solo de guitarra é MARAVILHOSO.


10. Música que você gosta em segredo

My Heart Will Go On (Tema de "Titanic") | Celine Dion
Bom, agora não é mais segredo: tem dias que acordo meio ~diva de Las Vegas~ e, aí, ninguém me segura quando coloco Celine Dion para tocar. Minha relação com a cantora e suas músicas vem dos tempos de infância e tem total influência da minha mãe. Lembro dos momentos de trânsito rumo ao dentista (foram sofridos os anos de aparelho, migos) em que a voz de Celine imperava no carro e a gente tentava cantar tão bem quanto ela. Falhamos miseravelmente, óbvio. São várias as músicas que poderia colocar aqui, mas não poderia deixar de citar a clássica "My Heart Will Go On", que levou todo mundo às lágrimas ao embalar o trágico romance de Jack e Rose.

"AGORA NÓS DOIS TEMOS OSCAR!"


11. Música com a qual você se identifica

Paradise | Coldplay
Houve um tempo em que eu considerei o Coldplay uma das minhas bandas favoritas e me lembro até hoje do dia em que escutei "Paradise" pela primeira vez. Mal sabia eu que esta seria a minha última música favorita dos caras. Na época, apesar de ter adorado a música - e ter detestado aquela bomba que é o "Mylo Xyloto" (2011) -, não rolou muita identificação, mas cinco anos depois a situação mudou a ponto de eu achar que "Paradise" é para/sobre esta que vos escreve. Enquanto vivo essa montanha-russa que é ter vinte e poucos anos, não posso deixar de pensar no quanto esta época da vida parecia muito mais interessante quando eu tinha uns cinco e de como a vida é uma sequência de frustrações. E juro que nesses momentos a única coisa que quero é fechar os olhos e sonhar com um paraíso.



12. Música que você cantava e agora odeia

Somebody That I Used To Know | Gotye
Primeiramente: quem é que não cantava "Somebody That I Used To Know" em meados de 2011/2012? A música estava em TODOS os lugares, grudava mais que chiclete e era IMPOSSÍVEL se livrar dela. Logo, abracei a causa e escutei como se não houvesse amanhã; inclusive, comprei o "Making Mirrors" - que é bem interessante, apesar de só me lembrar mesmo de "Somebody That I Used To Know". É fácil compreender o porquê de a música ter se transformado em um sucesso, afinal o tema é universal: fim de relacionamento e as mazelas que esse tipo de coisa acarreta nas nossas vidas. Música para sofrer e chorar todas as mágoas que você tenha em relação ao seu/a sua ex e sonhar com o momento em que ele/ela se transforme em apenas alguém que você conhecia. Pois bem, depois de muito escutar, cheguei ao meu limite e hoje não suporto.

Toda vez que "Somebody That I Used To Know" começa a tocar

13. Música do seu disco preferido

The sun is the same in a relative way but you're older
Shorter of breath and one day closer to death

Time (Dark Side of the Moon) | Pink Floyd
Achei que seria uma verdadeira missão impossível escolher o meu álbum preferido, mas nem foi. "Dark Side of the Moon", lançado em 1973 pelo Pink Floyd (olha os caras aqui de novo!), reina supremo em minha vida há anos e acho que jamais deixará o seu posto. Dito isto, uma coisa que é preciso compreender sobre os álbuns do Pink Floyd é: eles devem ser encarados como obras únicas e fechadas e jamais terem suas faixas puladas. Cada álbum é uma experiência que deve ser vivida de forma plena. É bem contraditório que eu venha destacar uma faixa de um álbum da banda de forma isolada (novamente!), mas é assim que as coisas acontecem por aqui, ok? "Time" é o meu ~trecho~ favorito do álbum, que aborda diversos temas. Entre eles está a questão da passagem do tempo e de como a nossa percepção dela muda conforme vamos crescendo, amadurecendo e envelhecendo. E o solo de guitarra do David Gilmour é um misto de nostalgia, melancolia e quebramento-de-coração. Oh, the feels.


14. Música que sabe tocar em algum instrumento 

Can You Feel The Love Tonight (Tema de "O Rei Leão") | Elton John
Boa parte da minha adolescência foi dedicada ao estudo de instrumentos musicais (eram dois e hoje já não toco nadica de nada) e à leitura de partituras. E foi durante uma dessas aventuras que aprendi a tocar o tema romântico de Simba e Nala na flauta transversal. A versão do Elton John era um dos clássicos das viagens em família e hoje eu sinto pena dos meus pais pela quantidade de vezes que eu e minha irmã os fizemos escutar a música, que ficava em um loop eterno no som do carro.


15. Música que você gostaria de cantar em público 

Forever Young | Youth Group
Um dos maiores medos da Michelle de 18 anos era envelhecer e, sinceramente, pouca coisa mudou de lá pra cá. Só acho que hoje meu medo não é mais envelhecer e sim envelhecer sem ter vivido. Por isso, tento sempre conservar a minha juventude interior, buscando encarar a vida e o mundo sob esta perspectiva. Assim, nem preciso explicar porque minha escolha aqui é uma verdadeira ode à juventude e tudo de mais belo que há nessa fase da vida. É claro que quero sair cantando aos berros que quero ser jovem para sempre. Quem é que não quer? "Foverever Young" é um clássico dos anos 1980 gravado pela banda alemã Alphaville, mas a versão que ganhou meu coração é a que faz parte da trilha sonora de The O.C., gravada pelos australianos do Youth Group. (Para assistir a cena, clique aqui).

16. Música que você gosta de ouvir dirigindo

Outra curiosidade sobre esta que vos escreve: eu não dirijo. Tenho carta - que, inclusive, já foi renovada - e já tive carro, mas não dirijo por nada neste mundo. Acredite, humanidade, estou fazendo um favor à todos vocês. Dito isto, vamos fazer de conta que eu dirijo para eu poder participar da brincadeira direito. Toda vez que me imagino dirigindo por uma estrada vazia (?), com os vidros do carro abaixados e meus cabelos ao vento, a música que está tocando é "Wanted Dead or Alive", do Bon Jovi. Não me peça para achar uma lógica neste pensamento, porque não tem. Culpo Sam e Dean Winchester por essa.

Uma das melhores cenas das 11 (!!!) temporadas.


17. Música da sua infância 

MMMbop | Hanson
Lembram que eu falei da maravilha que é gostar de uma boy band? Então, foi com o Hanson que conheci esse mundo encantado. Muito antes de eu virar Team Backstreet Boys (porque, convenhamos, o 'N Sync nunca chegou aos pés do BSB), eu suspirava de amores por Zac Hanson (era um amor platônico, eu tinha uns 8 anos e a minha prima já amava o Taylor). Quando vi/escutei "MMMbop" pela primeira vez, senti aquele amor instantâneo mesmo sem entender absolutamente nada do que eles estavam cantando. Hoje, mesmo sabendo inglês, continuo sem entender muito bem qual é a da música (Zac tentou explicar nesta entrevista); só sei que ela continua incrivelmente divertida. Curiosidade: de vez em quando os irmãos Hanson fazem umas apresentações com versões repaginadas de "Mmmbop" e essa aqui é bem legal.

Menção honrosa para a discografia de Sandy & Junior

18. Música que ninguém imagina que você goste 

Circus | Britney Spears
Não sabia o que colocar aqui, então recorri à ajuda de amigos e conhecidos que, de forma quase unânime, disseram que eu não tenho cara de quem escuta Britney Spears. Considerando o fato de que Neidoca tem sido uma constante em minha vida desde 1999, achei essa conclusão bastante curiosa. Pois bem, caso ainda não tenha ficado claro: eu escuto e adoro Britney Spears, que para mim será sempre a princesinha do pop. Escolhi "Circus" para colocar aqui porque eu amo o clipe e penso que a letra casou muito bem com o momento que a Brit tava vivendo em meados de 2008/início de 2009, naquela vibe pós-desastre do VMA 2007.


19. Música que você quer que toque no seu casamento

Thinking Out Loud | Ed Sheeran
Posso ser óbvia? Porque, assim, não é como se ultimamente  - e na vida, né? - eu tivesse paciência para muitas músicas românticas e melosas, mas "Thinking Out Loud" derrete meu coração, migos. Até entendo que deve ter gente que não aguenta mais escutar porque ela embalou romance de novela da Globo, mas eu não assisti e ainda acho a música maravilhosa. A letra, além de ser uma declaração de amor, é linda. E o clipe, com menino Ed Sheeran todo trabalhado no look de gala/de príncipe dançando com uma bailarina só me faz achar tudo na música ainda mais romântico e com cara de casamento. Então, eis a minha escolha.

Como não amar, gente?

20. Música que você quer que toque no seu funeral 

Falando com muita sinceridade, a música que eu escolhi para o meu funeral é "Echoes", do Pink Floyd. Mas como eu acho que é muita mancada colocar uma música com mais de 20 (VINTE!) minutos cheia de ~experimentalismos~ na playlist, optei por outro clássico: "Stairway to Heaven", do Led Zeppelin. Como tudo relacionado à banda, há um monte de ~teorias da conspiração~ sobre as origens e inspirações ~ocultas~ da música e, na real, nem ligo. A música é uma das melhores que já escutei e acho que é bem poético uma música que fala de uma escadaria para o céu tocar no meu funeral, mesmo que eu não acredite nessas coisas.

Ufa, terminamos! Se você chegou até aqui: meus parabéns e muito obrigada! Adorei participar da brincadeira e acho que será bem legal analisar essas escolhas daqui a uns anos. Para responder a tag, vou indicar a Juli, a Stela e a Amandinha. Boa sorte, meninas! E caso você queira ver mais respostas para a tag - e conhecer mais músicas -, indico os posts da Anna, da Tary, da Rafaela e da Analu. E, claro, pode ficar à vontade para deixar as suas escolhas nos comentários. ;)


- Michas


Deixe um comentário