(Meus crushes fictícios)

Hoje eu acordei meio besta. Quem me conhece, sabe que eu sou uma pessoa meio besta durante 80% do tempo, porém, como tenho cara de ~metida~, consigo me passar por séria. Mas, sério, eu sou muito besta. E hoje, como dizia, acordei especialmente besta. Sei lá, a vida tem dessas. Não vou mentir, gosto quando tô besta porque isso significa que estou feliz por motivos simples e, na maioria dos casos, idiotas. Dessa vez, não sei qual foi a causa da minha felicidade besta - e nem vou perder o meu sono tentando descobrir -, porém, como esta semana o BEDA tá sendo vida-loka-tudo-no-improviso, resolvi me aproveitar do meu atual ~estado de espírito~ para dar vida (?) à um post sugerido no grupo de apoio para blogueiros que fazem BEDA lá no Facebook.

Então, sem mais delongas, senhoras e senhores, se preparem! Este é aquele post em que vou fangirlizar e contar para vocês quais são os meus crushes fictícios preferidos! Mas, antes, vamos à definição (encontrada neste site aqui):

Crush significa uma paquera ou uma paixão passageira, mais conhecida como quedinha ou  estar afim de alguém, podendo também ser algo platônico, se apaixonar por alguém que não sabe da existência da pessoa que se apaixonou.

Já deu pra ter uma noção do que 'cês vão encontrar aqui hoje, né? Pois bem, I REGRET NOTHING. Como boa pisciana que sou, já estou habituada a viver em um mundo só meu, em outra sintonia e, claro, a sonhar acordada. Então sim, eu sou o tipo de pessoa que tem crush por personagens fictícios. And I think that's beautiful. Já dizia o sábio BUELLER, Ferris que a "a vida passa rápido demais; e se você não parar, de vez em quando, para vivê-la, acaba perdendo seu tempo" (ou algo do tipo). E é isso mesmo! #YOLO

Para facilitar o meu ~trabalho~, optei por 1) fazer uma lista com apenas cinco personagens e 2) limitar as ~opções~ apenas ao universo de séries de TV. E estes, meus caros leitores, são os ilustres personagens por quem eu suspiro e meu coração bate mais forte:


Dean Winchester (Supernatural)
Precisei de quase doze anos (!) para me dar conta que Dean é boy-lixo. Porém, não tem jeito, Michelle de 15 anos gamou no Winchester mais velho e nunca mais largou. Talvez seja o fato de que a vida dele é uma verdadeira porcaria e que a única coisa que sei pensar/sentir em relação a isso é uma vontade absurda de pegar menino Dean (risos) no colo e dizer que vai ficar tudo bem. Sei lá, me identifico com o jeito dele de ~vestir uma armadura~ e esconder suas dores para não preocupar o irmão mais novo. Ele é engraçadinho, possui um excelente gosto musical e fica bem de jaqueta de couro e de terno. Porém, há definitivamente algo de bad boy aí e eu não sei lidar com isso porque my body's saying let's go but my heart is saying no. É complicado, tem muita história envolvida. Não sei lidar.


Barry Allen (The Flash)
Fala sério, Barry é muito mozão. Ele pode até não ter a beleza de um Oliver Queen, mas o moço é tão absurdamente fofo que I can't even. Confesso que, na maioria dos episódios, não tenho a menor ideia do que ele quer falar quando começa divagar sobre física e velocidade, porém, começo a achar que ele pode falar qualquer coisa e eu ficarei genuinamente interessada em escutar. Talvez eu tenha um fraco por esses caras magricelas de suéter que parecem meio perdidos no mundo. Aqui também sinto aquela vontade de segurar menino Barry no colo e dizer que vai ficar tudo bem. Barry é um cara legal, é um herói de verdade e tem cara de quem abre a porta do carro para você sair, além de puxar a cadeira para você sentar. Ele também parece ser o tipo de pessoa que se preocupa com o que você tem para dizer, com o que você pensa da vida-do-universo-e-tudo-mais e que faria tudo ao seu alcance para te deixar feliz. Na real, eu casaria com o Barry.


Jon Snow (Game of Thrones)
Ai, preciso explicar? Olhem só pra ele. Tá, vou explicar. Em primeiro lugar, JAMAIS escolheria morar no universo de Game of Thrones por livre e espontânea vontade; porém, se a vida fosse ainda mais injusta do que já é e resolvesse me colocar lá - e se eu tivesse algum tipo de autonomia para fazer as minhas escolhas -, Jon Snow seria aquele que eu chamaria de my lord. É assim que as coisas funcionam em Westeros e ele teria que me chamar de my lady e eu acharia lindo. Isso partindo da ideia de que eu o conheceria depois dos acontecimentos da 6ª temporada, claro (obviamente, não iria querer ser ~mulher~ de Lorde Comandante da Patrulha da Noite e viver na Muralha, né, gente?). Naquele mundo tenebroso, Jon Snow é um dos poucos que não se deixou corromper. Ele trata as mulheres com educação e respeito, algo muito raro naquele contexto. Infelizmente, a não ser que eu virasse miga da Daenerys, acho que ficar ao lado do Jon seria a melhor forma de me manter viva naquele lugar sem ter que sofrer qualquer tipo de violência. E, sinceramente, não seria uma escolha ruim. Quer dizer, 'cês já olharam pra ele?


Seth Cohen (The O.C.)
Seth é o meu namorado de colégio, o primeiro amor de verdade. E, sabem como é, a gente nunca supera esse tipo de amor. Ele é aquele cara ~descolado~ que sempre sabe as músicas indies-alternativas-hipsters-sujinhas, fala eloquentemente sobre quadrinhos e O Senhor dos Anéis (e sobre qualquer coisa, porque Seth Cohan fala demais) e até tenta te ensinar a jogar video game. Seu jeito meio deslocado e a forma como parece se sentir extremamente desconfortável no contexto em que está inserido (leiam: um mundo governado por atletas de polo aquático), me faz, novamente - acho que tenho um tipo -, querer segurar menino Seth no colo e dizer que vai ficar tudo bem, que o high school é só uma fase e que vai passar. Juntos, tivemos reações alérgicas ao universo e foi mágico. Hoje, não sei se Seth adulto seria my one true love, mas foi bom enquanto durou e o que é nosso tá guardado.


Caleb Rivers (Pretty Little Liars)
Caleb entrou há pouco tempo em minha vida e faz o tipo que chega para ficar. Ele é aquele cara com quem nunca rolou nada, mas que sempre faz a gente pensar "e se?". No meu caso, seria o oponente perfeito para Seth Cohen se eu o tivesse conhecido nos meus tempos de escola; talvez ele tivesse se tornado o meu high school sweetheart. Caleb é uma mistura dos meus ~tipos~ preferidos: o bad boy incompreendido e o cara alternativo descolado. Olho para ele e penso: "é uma cilada, Bino". Porém, de forma que foge completamente à minha compreensão - como tudo em Pretty Little Liars -, Caleb é um cara legal, ou quase isso. Ele é meio ~misterioso~ e esconde segredos (todo mundo em Rosewood faz isso, então não vamos julgar), mas sempre parece ter um bom motivo. Ele é o tipo de cara que te machuca muito e destrói o seu coração para evitar que um assassino-psicopata-encapuzado-que-manda-mensagens-assinadas-com-uma-letra chegue perto de você. Há algo de romântico nisso, mas também é bem problemático e não sei se saberia lidar com a situação. Provavelmente não. Nunca saberei.

(Ainda estou no início da 5ª temporada de PLL, então, por favor, segurem os spoilers aí)

E esta é a minha singela, porém fabulosa, lista de crushes fictícios! Sorry not sorry #feelingsaretheonlyfacts

- Michas


8 Comentários

  1. Primeiramente gostaria de dizer que: Seth, sim. Pra tudo e pra sempre, my kind of guy.
    Senti que essa precisava ser a primeira coisa a se dizer.


    Acho que o fato de o Dean ser charmozinho e engraçadinho é o que mais me atrai nele (eu me caio por todos os engraçadinhos, é ridículo). Porque, normalmente, eu nem chego a olhar pra ele como um cara bonito bonitão, sabe?

    Justamente por eu ser fã dos engraçadinhos, não sei se eu ficaria muito tempo com o Jon Snow. Ele é um homem honrado, isso é verdade, mas o mundo precisa de risos e sorrisos. Ficaria feliz com uma semana sem compromissos, hahahah

    Parei de assistir PLL faz um tempão, mas a memória do Caleb é viva na minha memória. E olha que eu não sou muito de bad boys, porém... sempre tem o diferente da lista

    ResponderExcluir
  2. Concordo com Jon Snow e Dean porque né, não tem como não concordar. A gente sabe que é cilada, vibe errada, mas o Dean conquistou meu coração ainda na pré-adolescência and there's nothing I can do about it.

    Terei de responder essa tag, não tem jeito!

    ;*

    ResponderExcluir
  3. Miga, eu ia comentar um por um, porém: DEAN WINCHESTER. Acho que desde que comecei a assistir Supernatural (com uns 15 ou 16 anos) que ele virou uma das minhas crushes mais ferradas da vida, que eu sou absolutamente incapaz de superar. Sobre ele ser boy-lixo, eu concordo total, mas, ao mesmo tempo, acho que ele já foi infinitamente pior? E acho que ele também tem suas qualidades (tipo o coração dele, que é gigante, além dele ser um personagem bem complexo). Supernatural é uma série muito problemática em vários aspectos, então acho que o Dean, no final das contas, é mais um sintoma do problema geral do que O problema, sabe assim? De qualquer forma, essa pode ser só a Sharon de 15 anos falando mais alto, risos eternos.

    beijo!

    ResponderExcluir
  4. Dean Winchester é quase unanimidade xD

    ResponderExcluir
  5. Seth é <3
    Você viu que a Netflix vai colocar The O.C. no catálogo? Já tô sonhando com o reencontro com o Seth!
    Olha, Dean é complicado para mim. Amo muito e há muito tempo, então, já nem presto atenção se é bonitão ou não. Mas acho que sim, ele é bem bonito, haha.
    HAHAHAHHAHAHA, Jon Snow é sério demais mesmo. E, pensando bem, não sei se poderia viver com alguém sem senso de humor. Porém, no contexto em que ele vive, acho faz sentido ser meio assim. Talvez você tenha razão, uma semana sem compromissos é o melhor nesse caso.
    Caleb Rivers é muito inesquecível. Ele sumiu por uns tempos de PLL e eu só pensava na falta dele, sério. O mundo acabando em Rosewood e eu lamentando a ausência do cara.
    Por favor, faça um post desse ahahahaha

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Pois é, Dean é muito errado, mas não tem jeito. Meu coração bate mais forte por ele há anos e eu não sei lidar com isso. Só sei amar, ahahhaa.
    Por favor, responda a tag, Mia. Vou adorar ler :)

    ResponderExcluir
  7. Sharon <3
    Miga, você está certa, Dean é apenas um sintoma do problema real geral de Supernatural e sim, eu também acho que ele já foi infinitamente pior. Tô revendo a 3ª temporada e naqueles tempos ele estava vivendo intensamente como se cada dia fosse o último e, sério, ele tá muito boy-lixo, sabe? A questão com Dean é que eu olho pra ele e não consigo ver um cara que ficaria parado no mesmo lugar, com esposa e filhos; mas não tem nem como culpá-lo por isso porque a vida porcaria que ele leva é a única que ele teve a chance de viver, né? E ainda assim, com todos os problemas, ele consegue ser um cara que faz o bem e nem pensa duas vezes antes de fazer a coisa certa. Dean é complexo e a gente só quer que ele seja feliz. Amamos para sempre <3
    E não tem jeito, quando falo de Supernatural e Dean, volto a ser a Michelle de 15 anos.

    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Hahaha, verdade! Mas, não podem nos culpar, né? O cara é maravilhoso :)

    ResponderExcluir