(Aquele que não é uma piada de 1º de abril, "me apresento" de novo e me jogo em mais uma cilada)

É uma verdade universalmente desconhecida o fato de que para esta que vos escreve o ano só começa de verdade em março. Assim, não me descabelei com a parca quantidade atualizações dese bloguinho durante os primeiros meses de 2017. No entanto, por mais que eu pense, jamais serei capaz de apresentar alguma resposta plausível para a ocorrência de apenas um post no mês passado. Para todos os efeitos digo que é assim que as coisas são e vida que segue. No caso do blog, isso se dá com a chegada  da hora de dizer adeus à poeira e às teias de aranha da melhor e única maneira possível: na forma de cilada.
É sabido que durante os meses com nomes que começam com a primeira letra do alfabeto a blogosfera old school se joga no desafio chamado BEDA, que consiste na publicação de um post por dia durante 30 dias. Contagiada por essa ~energia~, frustrada por não conseguir escrever e, obviamente, porque adoro um rolê errado decidi participar da brincadeira. E ando tão vidaloka que nem planejamento prévio fiz (leia: só tenho umas ideias anotadas, mas nada muito concreto), então, de forma alguma irei me comprometer com um desafio completo. Logo, fica estabelecido que em abril vai rolar a quantidade de pelo menos 15 (quinze) posts e a ideia inicial é postá-los nos dias ímpares do mês. Qualquer coisa extra será exatamente isso: um extra, um bônus, um plus, algo a mais, etc. Por ora, digo que penso em alguns posts sobre livros, outros sobre música, alguns Projetos Pessoais™ e, claro, aqueles memes espertos que salvam vidas. Mas, de verdade, tô aceitando sugestões. :)

***

Para dar a largada de mais uma maratona freneticamente desesperadora de posts, decidi responder o meme Conhecendo a blogueira, já que o blog do jeito que tá hoje é relativamente novo e eu nunca me apresentei de forma apropriada (não que eu vá fazer isso hoje, mas bear with me). Também é um jeito de mostrar àqueles que estão chegando aqui em abril qual é a deste circo. O meme tem duas etapas: 1) listar onze fatos aleatórios sobre mim e 2) responder onze perguntas feitas por quem me indicou. Como ninguém me indicou e mesmo assim quis responder, pedi para que minhas amigas mandassem algumas perguntas e também vou contar com o auxílio da Michas de 22 anos.

(Se preparem porque esqueci como faz para ser concisa e o post ficou grande)




***
11 fatos sobre mim

- Sou a filha mais velha;
- Só fui descobrir que meu ascendente é em aquário no ano passado, depois de toda uma vida dizendo que era em peixes;
- Sou uma jornalista com diploma;
- Meu momento preferido do dia é a madrugada, especificamente aquele período entre a meia-noite e as 2h da manhã;
- Eu amo o mar;
- Se eu pudesse (e fosse uma opção saudável) eu viveria apenas de pizza;
- Eu tenho um canal literário no YouTube desde 2013;
- Pink Floyd e One Direction são as bandas mais importantes da minha biblioteca musical e ambas ocupam lugares de destaque em meu coração;
- Eu não acredito em guilty pleasure #feelingsaretheonlyfacts
- Apesar de não ser uma vampira, faz quase dez anos que as pessoas insistem em achar que a minha idade é 16. (Não que eu esteja reclamando);
- Eu amo muito o meu amicão.

***

11 perguntas das amigas

1. Quais são os seus self-cares preferidos? (Tati)
Atualmente, qualquer coisa que me desligue do mundo e me faça ficar conectada apenas comigo. Acho muito importante silenciar as vozes externas para que eu consiga entender o que raios tá me deixando na bad e, assim, pensar em uma solução. Normalmente, demoro um pouco até ter alguma epifania (risos), então busco passar o mínimo de tempo necessário na internet e me ocupo com outras atividades. Costumo fazer maratonas de filmes e/ou séries enquanto me permito comer alguma besteirinha doce, escutar músicas que me fazem bem enquanto tiro um tempo para cuidar de mim com algum ~ritual de beleza~ ou quando incorporo a minha Monica Geller interior e procuro algo para limpar/arrumar ou, ainda, enquanto escrevo no meu journal e organizo as minhas ideias e, de certa forma, me conheço melhor. Exercícios físicos são ótimos, principalmente porque lido com insônia há anos e sei o quanto isso me afeta em momentos difíceis. Assim, tentar manter o sono regulado é essencial e os exercícios físicos ajudam. Outra coisa que faço nessas fases de insônia feat. aNsIeDaDe (que é quando realmente preciso de self-care) é reduzir a quantidade de cafeína e estabelecer uma pequena rotina noturna antes de dormir.

2. Brinquedo preferido da infância? (Manu)
Sem sombra de dúvidas, o trailer da Barbie foi o mais marcante de todos. Outro que foi muito marcante foi uma boneca da Anastasia que ganhei de presente do primo da minha mãe em um natal. Lembro do glitter do vestido, do cheiro da boneca, da embalagem. Sério, minha infância foi bem mágica e sou absurdamente grata por tudo.

3. Com o que você gostaria de trabalhar? (Manu)
Ultimamente ando pensando muito que quero ajudar as pessoas de alguma forma. #pisciana
Contudo, preciso ser bastante realista e considerar o fato de que com as Conjunturas Política e Econômica Atuais, não consigo nem ajudar a mim. Então, na real, se eu pudesse magicamente me transformar em uma herdeira de algum império nos moldes modernos (leia: Hilton, Kardashian e afins) seria ótimo porque não precisaria me preocupar com a minha condição financeira e poderia fazer algo que me traz algum tipo de #paz, além de ajudar as pessoas sem precisar levar em consideração o tanto de retorno que tal atividade me traria.
4. Do que mais sente falta da época da faculdade? (Sharon)
Com certeza os momentos de ócio-que-na-verdade-eram-de-desespero-pois-um-milhão-de-trabalhos-e-provas em que ficava conversando com meus amigos e colegas sobre coisas bobas, mas também bastante relevantes como a-vida-o-universo-e-tudo-mais. Também sinto saudades da biblioteca da faculdade em que estudei e das lanchonetes. Os cookies que eu comia todos os dias antes de ir para a aula eram os melhores; e na época em que fazia aulas à tarde, eu costumava comer um pastel de doce de leite que, sério, nunca mais encontrei igual. Também sinto muita falta daquela sensação gostosa, porém angustiante, de incerteza e sonhos.

5. Qual é o seu super-herói preferido? (Sharon)
Sou tão óbvia que não poderia responder outro que não fosse o Superman. Em minha defesa, eu assisti Smallville por quase dez anos, então nem tive chance de eleger outro. Mas também tenho para mim que o Doutor é um super-herói e, por isso, ele é um dos meus preferidos. Spoiler da minha vida: pretendo me transformar em uma fã alucinada da Mulher Maravilha.

6. Se amanhã você acordasse e descobrisse que herdou uma grande fortuna, o que você faria com o dinheiro? (Sharon)
Primeiramente, investiria porque as pessoas entendedoras de dinheiro dizem que isso é importante. Também penso que isso seria essencial para manter a estabilidade financeira da minha família. Depois, eu faria o que disse quando respondi a pergunta 3 e ajudaria as pessoas (apoiaria alguma causa, montaria uma ONG, algo assim). Aí, eu compraria uma mansão enorme (ou mansões, né?) e receberia meus amigos e a gente faria umas festas que nem as da Taylor Swift. Compraria também um jatinho particular para eu poder visitar pessoas queridas e que moram longe sempre que eu quisesse. E, claro, iria viajar o mundo.

7. Qual livro você gostaria de ter escrito? (Mia)
Olha, gostaria de ter escrito alguns dos meus livros preferidos, mas se tivesse que escolher apenas um, seria A Sangue Frio, do Truman Capote. Lembro de ter ficado atormentada enquanto lia, tanto porque é uma história perturbadora, quanto porque eu soube que jamais serei capaz de escrever algo tão absurdamente incrível quanto esse livro. Nem o Capote conseguiu concluir outro romance depois de ter escrito. Por favor, leiam A Sangue Frio.
Eu depois que li A Sangue Frio e percebi que jamais serei Truman Capote.

8. Se você pudesse se definir em uma cor, qual seria?
Roxo, porque é a cor que surge da mistura entre rosa e azul e eu acho que essas duas cores representam muito a forma oscilante como enxergo o mundo. Partindo dessa lógica, roxo representa muito a minha personalidade. Tem também o fato de que gosto da cor desde que tinha idade suficiente para escolher minha cor preferida.

9. Se você pudesse passar um dia vivendo a vida de outra pessoa, quem você escolheria ser?
Com toda a certeza desde mundo eu gostaria de ser a Taylor Swift por um dia. Mas se não desse, eu gostaria de ser a Jenna Coleman; ou a Lea Michele.

10. Um sonho? (Sharon)
Acho essa pergunta muito difícil de responder porque sempre fico com a sensação de que quando falo algo que quero, o universo conspira para me frustrar (risos nervosos). E tem também o fato de que tô passando por uma fase de ~construção de novos sonhos~, então eu meio que tô decidindo o que quero, sabe? Assim, de forma geral, digo que sonho em me realizar e ser feliz de alguma forma.

11. Você segue alguma vertente religiosa? (Mia)
Não. Para ser bem sincera, apesar de jamais julgar alguém que segue, eu não suporto religião. Não é para mim.




Um Comentário

  1. O que foi março nas nossas vidas??? socorro, gente. que venha essa cilada pra dar um agito na vida blogueira HEHEHEHEH.
    Michas, acho a forma como voce sempre fala aqui do seu amicao linda <3 e sobre as perguntas: BONECA DA ANASTASIA!!!! Rolou uma invejinha boa aqui, porque uma das minhas princesas preferidas da vida. A pergunta do self care da Tati é bem importante, adoro saber o que as pessoas fazem nesses momentos que a gente precisa de um mimo extra (e as minhas respostas sao bem parecidas com as suas, pq sofro demais com problemas pra dormir também)
    :**

    ResponderExcluir