Metas de leitura para março

Fevereiro veio e foi  e eu não li tanto quanto gostaria e confesso não me esforcei tanto quanto poderia para cumprir as minhas metas. Assim, o saldo no final do mês foi: um livro concluído, um pela metade, um iniciado, um abandonado e um mangá também pela metade. Sem sombra de dúvidas, meu maior problema é com a minha dificuldade de manter algum foco; apesar de estar gostando de um livro, acabo "me esquecendo" de pegar para ler e quando percebo, já assisti uns três episódios de qualquer série na Netflix e mais um número incontável de vídeos no YouTube quando poderia ter dividido um pouco desse tempo com alguma leitura. Poderia ser pior, mas também poderia ser melhor e é isso que quero tentar melhorar em março. Vamos ver se dá certo.

Antes de partir para as metas, quero registrar que peguei Jazz, de Toni Morrison, na biblioteca e depois de ler 30 páginas, me dei conta de que não estava gostando da leitura - provavelmente coisa de momento - e decidi deixar para outra ocasião. Também comecei a ler Franny & Zooey, de J.D. Salinger, que foi o livro que saiu no sorteio do TBR Jar; e, apesar de ter gostado do primeiro conto, senti a leitura travar um pouco no segundo (que na verdade, é uma novela). Resolvi pausar e vou tentar de novo em abril. Acho que é a melhor decisão que posso tomar para evitar uma ressaca. Por fim, decidi não incluir mais a biografia do Michael Jackson nas minhas metas e basta saber que quando eu terminar, eu escreverei algo a respeito e comentarei em vídeo. E agora, vamos às metas para março.



O Jogo do Anjo, de Carlos Ruiz Zafón (Amazon)
Estou na metade e a releitura está sendo bem interessante. Tanto por me proporcionar recordar vários aspectos esquecidos da história e revisitar um universo que adoro, quanto por me fazer enxergar tudo de uma maneira diferente. Lembro que quando li pela primeira vez, em 2012, fiquei bastante confusa, mas acho que dessa vez tudo será mais claro. O meu objetivo é concluir essa leitura para, em abril, partir para o terceiro livro da série.

Hibisco Roxo, de Chimamanda Ngozi Adichie (Amazon)
Muita gente me recomendou depois de eu ter me decepcionado um pouco com Americanah, em 2015. Assim, aproveitando que março é quando temos o Dia Internacional da Mulher, acho que chegou o momento ideal para reencontrar essa autora tão aclamada atualmente. Algo me diz que irei gostar de Hibisco Roxo e espero estar certa.

Sailor Moon - volumes #2 e #3, de Naoko Takeuchi (Amazon)
Minha intenção é ler um volume de Sailor Moon por mês e já estou atrasada. Porém, acho completamente viável terminar o volume #2 e ler o #3 inteiro. 

Assassinato no campo de golfe, de Agatha Christie (Amazon)
Mais uma releitura! Dessa vez, para o projeto de leitura da obra da Rainha do Crime. Sinceramente, já não me recordo do desfecho, apesar de ter lido em 2015; assim, estou bem empolgada para viver essa investigação novamente.

A redoma de vidro, de Sylvia Plath (Amazon)
Mais uma pendência de 2017 que decidi que desse ano não passa! Não vou mentir, estou com medo de ficar mal por conta do livro, mas também estou bem empolgada para conhecer essa história, já que tantas amigas minhas gostaram e vivem recomendando. Além disso, não aguento mais não conhecer Sylvia Plath e, mais uma vez, março parece ser o mês ideal para que nosso encontro aconteça.

Nenhum comentário